quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O Carnaval se foi, faça o teste de Aids

Mais um Carnaval se foi. Mas, com o fim da folia de Momo, começa a tortura daquelas pessoas que por um motivo ou por outro não usaram preservativo nas relações sexuais. É que, passada a ressaca, muita gente põe a mão na cabeça e começa a se arrepender de não ter usado camisinha. Embora isso não aconteça somente após os quatro dias de esbórnia, nesse período pós-carnavalesco é que as consciências falam mais alto.


Pensando nisso, no último dia 6 de fevereiro, o Ministério da Saúde lançou, na vila olímpica da Estação Primeira de Mangueira, no Rio de Janeiro, a campanha de prevenção às DST/AIDS. Com cartazes, folhetos informativos, chamadas nas rádios e dois filmes para a TV, a mensagem deste ano foi dirigida a adolescentes de 13 a 19 anos. Nos últimos anos, a infecção por HIV vem crescendo entre meninos gays e meninas nesta faixa etária. O filme para gays tem uma tirada bem legal quando o rapaz puxa do bolso a camisinha e diz: “ah, é você?”. E a camisinha responde: “quem você pensou que fosse, sua identidade?” A frase serve, inclusive, para aqueles homens que fazem sexo com outros homens que não têm identidade homossexual. Muito boa.


Um terceiro filme foi feito para ser exibido após o Carnaval. Nele, a “camisinha” Luana Piovani, no criado-mudo do quarto de um sujeito que não consegue dormir porque transou sem proteção, aconselha às pessoas que também fizeram sexo sem proteção, que façam o teste de Aids. O filme fecha uma campanha bem elaborada, com textos diretos, sem preconceitos ou meias-verdades. Apenas duas coisas me incomodam. A primeira é que o teste não é de Aids, mas para detectar se a pessoa teve ou não contato com o HIV, por isso chamado teste anti-HIV. A segunda é que, apesar do teste ser oferecido sem custo nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) em todo o Brasil, ele não é gratuito. É pago com os nossos impostos. Assim como as propagandas que os governos fazem. Mas explicar isso não vem ao caso e a mensagem está correta porque não se deve pagar nada no posto público de saúde para fazer o teste.


Além disso, a campanha foi amplamente divulgada na TV, nas rádios, nas estações de embarque e desembarque de passageiros do metrô, em terminais de ônibus e em aeroportos. E a iniciativa do Ministério da Saúde de focar a campanha nas redes sociais da internet também foi uma grande tacada. Um único comentário é que a campanha não tinha nada de carnavalesca, ou seja, podia ser lançada e exibida em qualquer época do ano.

Um outro porém é a falta de grafismo nos cartazes. Se foram dirigidos às populações da faixa etária de 13 a 19 anos, devia ter mais grafismo, como a campanha francesa, pra lá de explícita, que está bombando na internet. Criado por Eric Holden e Rémi Noël para a ONG francesa AIDES, o filme mostra um pênis a procura de sexo num banheiro. E só consegue depois que uma garota lhe põe uma camisinha. É muito bom.


Para saber onde há um CTA na sua cidade, disque 0800 61 1997. A ligação é gratuita.

5 comentários:

Ministério da saúde disse...

A melhor prevenção é a informação. Por isso, o Ministério da Saúde lançou a Campanha Use Sempre, para informar as pessoas sobre as medidas para prevenir as DST/Aids. Não podemos vacilar. É preciso, além de usar camisinha, ajudar a disseminar importantes informações sobre assunto. E você, por meio do seu blog, pode nos ajudar nesta tarefa. Podemos contribuir em sua página, com informações, vídeos e outros materiais.

Para mais informações Fernanda.scavacini@saude.gov.br

Paulo Giacomini disse...

A campanha Use Sempre, a qual a assessora do Ministério da Saúde se refere está disponível em www.usesempre.com.br
Não dei o link porque na noite da postagem não consegui acessar o site.

laerte vicente disse...

Meu livro; minha volta por cima

Não é facil viver com HIV
depois das muitas tempestades
pela gual eu passei
agora vem minha volta por cima
eu estou Lançando meu livro
de poemas
ANDARILHO CULTURAL
pela Ed Nova Alexandria
meu livro vem para reforçar
minha luta no movimento de AIDS
como ATIVISTA INDEPENDENTE
e me dar um novo folego na vida
Divulguém se quiserem
Beijos poéticos
LAERTE VICENTE

Javier Rivelotta Ramìrez disse...

seu site é muito interesante.

Paulo Giacomini disse...

Gracias, Javier.